01

Estimulação Cerebral

  • O que é a NeuroPlasticidade?

 

É a capacidade que o cérebro tem para mudar, fisicamente, quimicamente, e funcionalmente, em qualquer idade, seja para melhor ou para pior. A plasticidade do cérebro manifesta-se sob a forma de mudanças nas competências cognitivas, emocionais e sensoriais

Esta flexibilidade tem um papel incrivelmente importante no desenvolvimento ou declínio do cérebro, bem como na formação da nossa personalidade.

  • Como o Cérebro muda?

A ciência da Plasticidade do cérebro é um estudo de um processo físico. As conexões neurais podem ser criadas e refinadas, ou enfraquecidas  e cortadas.

As mudanças físicas no cérebro manifestam-se diretamente nas nossas competências ou faculdades..

Por exemplo: Num jogo de ténis, quando aprendemos a servir, isso reflete uma mudança física no nosso cérebro, são criados novos "fios", ( Neural Pathways), isto dá instruções ao nosso corpo de como executar esse movimentos.

Outro exemplo: quando nos esquecemos do nome de alguém também reflete uma mudança no cérebro, os "fios" que estavam ligados á memória foram degradados ou cortados.

Em suma, as mudanças no cérebro podem resultar em competências melhoradas ou no enfraquecimento das mesmas.

  • Como as pessoas  podem mudar?

A questão que se impõe é “Para mudar basta querer?” De facto não é o suficiente, temos de perceber como se produz a mudança nas pessoas, o que a influência, que variáveis devemos controlar. Há vários tipos de mudança:

  • Mudança física

    • Corpo Fit e Saudável

    • Prevenir a perca de capacidades (Health Decline)

    • Prevenção contra doenças psicossomáticas, degenerativas e outras

    • Retardar o envelhecimento e impedir o encolhimento do cérebro

  • Mudança MindSet:

    • Mudança de atitude e comportamentos

    • Mudança na forma de ser e estar

    • Melhoria na qualidade de vida

  • Mudança das capacidades cognitivas, emocionais e sensoriais:

    • Melhoria na memória

    • Melhoria velocidade de raciocínio

    • Aumento da Atenção e Concentração

    • Melhoria do campo de visão e duplicação da velocidade de processamento visual

    • Melhoria na audição

    • Melhoria e aumento da flexibilidade cerebral

    • Melhoria na auto confiança e auto estima

    • Aumento de produtividade e performance

    • Melhor gestão de emoções, entre muitos outros

  • Mudança de objetivos:

    • Reestruturação dos objetivos

    • Desenvolvimento de capacidades e mecanismos para os superar

  • Crescimento cognitivo e declínio

Normalmente associamos a infância e a idade adulta ao crescimento do cérebro. Se por um lado os jovens são vistos como os que aprendem por outro os mais velhos são vistos como o tempo de declino cognitivo.

Estudos recentes demonstram que em circunstancias corretas, o poder da da plasticidade do cérebro pode ajudar mentes adultas a crescerem.

A plasticidade pode revigorar o cérebro, basta mantê-lo em forma com exercícios de NeuroPlasticidade específicos em contexto também ele especifico, onde o exercício físico e a alimentação têm um papel preponderante nesse processo.

Desta forma, mesmo pessoas com demência devem treinar o cérebro para uma função mais saudável.

  • Neuroplasticidade e os Sentidos

Uma das recentes descobertas da neuroplasticidade é de quão perto os sentidos estão conetados à memoria e à cognição.

Pela sua interdependência, a fraqueza de um é muitas vezes relacionada, ou mesmo a causa, da fraqueza de outros.

À medida que envelhecemos ficamos mais distraidos e esquecidos, porque o nosso cérebro não processa o que ouvimos, o que vemos e sentimos tão bem como o fazia.

  • Tratamento Não Invasivo

Uma das características mais atraentes dos tratamentos baseados na plasticidade é que são livres de "drogas", contam essencialmente com o retreino /reciclagem do cérebro através de uma atividade repetitiva e desafiadora.

  • Revolução da Plasticidade

A compreensão crescente e o interesse pela plasticidade cerebral levam-nos a uma revolução na saúde e ciência do cérebro, para medir como o cérebro muda.

Os treinos baseados na plasticidade cerebral podem ajudar na esquizofrenia, no Alzheimer, no Parkinsson, entre outras. Numa fase inicial da doença pode até interromper a progressão da doença. Doentes com cancro, onde face à quimioterapia, a função cognitiva ficou debilitada, podem voltar a reaver essas funções cognitivas. Em AVC, com este treino, os pacientes podem reaprender as competências que pareciam perdidas, caso não existam danos irreversíveis no cérebro.

  • Porquê o Treino de NeuroPlasticidade?

O cérebro maduro tem tendência para encolher com o envelhecimento, nomeadamente a partir dos 30 ou 35 anos de idade, pois deixamos de treinar as nossas competências cognitivas, emocionais, sensoriais, e toda uma "maquinaria" do cérebro que controla os movimentos, que se vai degradando. Daí a plasticidade ter um impacto negativo no envelhecimento se não a treinarmos.

É muitíssimo importante para a saúde cerebral e física fazer treinos de NeuroPlasticidade regulares, pois estes mantêm-nos "Fit" e potenciam-nos as nossas competências, prevenindo-nos de doenças do foro neurológico.

  • Metodologia de Treino de NeuroPlasticidade da HPS

A metodologia que a HPS desenvolveu para os treinos de Neuroplasticidade é inovadora, pois contempla um treino presencial onde se desenvolvem atividades do foro cognitivo, emocional e sensorial em simultâneo com o exercício físico, o que potencia um melhor e maior desenvolvimento e aperfeiçoamento de todas as competências mentais e físicas.. (O exercício físico será adaptado à condição física de cada pessoa, podendo mesmo ser apenas uma caminhada ou alguns movimentos corporais dependendo da mobilidade da pessoa em causa)

Em complementariedade com este treino deverá ser feito em casa um treino em aplicações especificas para o efeito, conjuntamente com uma alimentação equilibrada.

Após um período planeado de treinos será feita uma avaliação e análise 360º, assim como o controlo e gestão dos índices de eficiências e de objetivos, estes serão os indicadores e as metodologias de aferição de resultados.

Mercados Alvo:

. Empresas;

. Escolas / Faculdades;

. Clubes Desportivos; (Desporto individual e/ou coletivo, Clubes de Fitness);

. Pessoas Individuais, Coach, Mentores, Pedagogos, Psicólogos, Personal Trainers, Professores

Follow us

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon

© 2019 

Created by HPB / HPS